Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unesc.net/handle/1/6778
Título: Síntese e estudo de propriedades catalíticas do Fe2O3 obtido do tratamento da drenagem ácida de mineração, em processos oxidativos avançados
Autor(es): Tavares, Hyan Dias
Orientador(es): Angioletto, Elidio
Palavras-chave: Catalisador
Processos oxidativos avançados
Drenagem ácida de mineração
Fotocatálise
Processo Fenton
Óxido férrico
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Engenheiro Químico, no Curso de Engenharia Química da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.
Resumo: A atividade de exploração mineral no Brasil teve grande crescimento nas décadas de 50 e 60, deixando, porém, grandes impactos ambientais. Um dos problemas mais graves é a geração de drenagem ácida de mineração (DAM) decorrente de atividades mineradoras, que através de lavras, depósitos de rejeitos e pátios de armazenamento de minério beneficiado, intensificam a produção de efluentes caracterizados por apresentar uma alta acidez e altos teores de sulfatos e de ferro. Este estudo tem o objetivo exploratório de sintetizar o Fe2O3 oriundo de um efluente contaminado com DAM, e avaliar as propriedades catalíticas em processos oxidativos avançados, entre eles a fotocatálise e o processo Fenton. Para isso utilizou os métodos de precipitação seletiva, para separar o ferro na forma de hidróxidos com índices elevados de pureza e o processo de desidroxilação térmica, convertendo os hidróxidos em óxidos metálicos. O catalisador apresentou-se ineficiente quando submetido ao processo de fotocatálise, isso está relacionado à propriedade de fotoatividade, sendo que a mesma depende da área superficial e grau de cristalinidade. Já quando aplicada ao processo Fenton, os resultados chegaram a 95% de degradação de azul de metileno. Utilizando-se o software STATISTICA, pode-se afirmar, com 87,1% de confiabilidade, que se a concentração de peróxido aumentar, a degradação do azul de metileno pode aumentar até 2 vezes, enquanto a concentração de catalisador pode otimizar o processo em até 1,6 vezes, com a confiabilidade de 80,7%. O modelo de Langmuir-Hinshelwood (L-H), foi utilizado para o estudo cinético de degradação de corante no processo Fenton, sendo que o ajuste dos dados experimentais com o modelo gerou um R² de 0,96.
Idioma: Português (Brasil)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Data da publicação: Jul-2018
URI: http://repositorio.unesc.net/handle/1/6778
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC (EQM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Hyan Dias Tavares.pdfTCC932,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.