Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unesc.net/handle/1/7359
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorLineburge, Eric Benedet-
dc.contributor.authorFreitas, Gustavo Niederauer de-
dc.contributor.authorLargura, Andrea-
dc.contributor.otherMadeira, Kristian-
dc.coverage.spatialUniversidade do Extremo Sul Catarinensept_BR
dc.date.accessioned2019-12-09T18:24:32Z-
dc.date.available2019-12-09T18:24:32Z-
dc.date.created2015-07-
dc.identifier.urihttp://repositorio.unesc.net/handle/1/7359-
dc.descriptionArtigo submetido ao Curso de Medicina da UNESC como requisito parcial para obtenção do Título de Bacharel em Medicina.pt_BR
dc.description.abstractObjetivo: Este estudo objetivou comparar a performance de intubação traqueal entre o videolaringoscópio King Vision e o laringoscópio tradicional realizada por iniciantes. Método: Um estudo clínico controlado e randomizado foi realizado em um hospital de grande porte da região sul de Santa Catarina. Foram selecionados dez pacientes, com idade entre 18 e 65 anos, de ambos os gêneros, com estado físico I ou II de acordo com a Sociedade Americana de Anestesiologistas e submetidos à cirurgia eletiva sob anestesia geral. Os pacientes foram divididos aleatoriamente em dois grupos experimentais de acordo com o instrumento para intubação traqueal: videolaringoscópio King Vision ou laringoscópio Macintosh. A intubação com ambos os aparelhos foi realizada por estudantes de medicina, sem experiência clínica prévia do procedimento, sob supervisão de médicos anestesistas. Os desfechos avaliados foram: duração do procedimento, número de tentativas e facilidade na intubação. Os dados obtidos foram submetidos ao teste U de Mann-Whitney (α = 0,05). Resultados: Não houve diferenças estatisticamente significantes entre o videolaringoscópio King Vision e o laringoscópio Macintosh considerando todas as variáveis avaliadas. Alta taxa de sucesso na intubação foi verificada, independente do aparelho utilizado. Conclusão: O videolaringoscópio King Vision não melhora o desempenho de iniciantes na intubação traqueal de pacientes com vias aéreas normais.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectIntubação intratraquealpt_BR
dc.subjectLaringoscópiospt_BR
dc.subjectAnestesiologiapt_BR
dc.titleComparação da performance de intubação entre o videolaringoscópio King Vision e o laringoscópio tradicional realizada por iniciantes: resultados preliminarespt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso - TCCpt_BR
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso (MED)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Gustavo Niederauer de Freitas.pdf201,43 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.