Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unesc.net/handle/1/6826
Título: Avaliação de atrativos alimentares para o monitoramento de lonchaeidae (diptera) em plantio comercial de maracujá-azedo no Sul de Santa Catarina
Autor(es): Michels, Victor de Freitas
Orientador(es): Marques, Birgit Harter
Palavras-chave: Mosca-do-botão-floral
Maracujá-azedo
Relação animal-planta
Atrativos alimentares
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no curso de Ciências Biológicas, da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.
Resumo: A produção do fruto de maracujá-amarelo é muito importante para economia do Brasil, sendo que este é o maior produtor e consumidor de maracujá no mundo. No entanto práticas de cultivo em monocultura podem acabar por oferecer abundante alimento para espécies de animais que ao elevarem seus níveis populacionais acabam por acometer danos aos cultivos comerciais. Dípteras da família Lonchaeidae são importantes pragas de cultivos de produção em safra, as larvas de alguns representantes da família, Dasiops spp., Neosilba spp. e Lonchaea spp., alimentam-se de tecido vegetal de frutos e hortaliças, existindo ainda espécies que atacam botões florais de maracujá. Estes insetos podem ocasionar grandes perdas de produção ao agricultor. Por conta disto, tal pesquisa teve por objetivo avaliar o efeito de diferentes atrativos alimentares na captura de dípteras da família Lonchaeidae em plantio comercial de maracujá-azedo. O estudo foi realizado em um pomar comercial, localizado no município de Sombrio em Santa Catarina. Foram utilizados três métodos de coleta: armadilhas McPhaill, iscadas com: Torula, Cera Trap, Suzukii Trap, BioAnastrepha e Isca mosca, armadilhas adesivas amarelas e coleta de botões florais. Foi observado que existe diferença estatística significativa (p < 0,05) na abundância dos lonqueídeos capturados pelos diferentes atrativos testados, sendo Torula e Cera Trap os mais seletivos e eficazes coletando 80,50% da abundância total de indivíduos Lonchaeidae. As armadilhas adesivas coletaram menor abundancia de indivíduos Lonchaeidae quando comparado as armadilhas McPhail com atrativos alimentares. Dos botões florais emergiram 29 adultos Lonchaeidae, onde foi possível identificar e relatar os gêneros Dasiops e Neosilba.
Idioma: Português (Brasil)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Data da publicação: Dez-2018
URI: http://repositorio.unesc.net/handle/1/6826
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC (CBI Bacharelado)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Victor Freitas Michels.pdfTCC1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.