Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unesc.net/handle/1/6314
Título: Análise da influência da espessura das juntas de assentamento na resistência de aderência do sistema de revestimento cerâmico de fachada
Autor(es): Luiz, Tamiris Lodetti
Orientador(es): Antunes, Elaine Guglielmi Pave
Palavras-chave: Revestimento cerâmico de fachada
Argamassa colante
Junta de assentamento
Ciclos higrotérmicos
Envelhecimento acelerado
Descrição: Artigo submetido ao Curso de Engenharia Civil da UNESC - como requisito parcial para obtenção do Título de Engenheiro Civil
Resumo: Nos últimos anos houve um aumento significativo na utilização do revestimento cerâmicos em fachadas, devido às suas diversas vantagens comparado à outros tipos de revestimento. Entretanto, percebe-se que há falhas em alguns aspectos quando se trata de estudos relacionados ao desempenho dos componentes do revestimento cerâmico como sistema, metodologias de ensaios laboratoriais para avaliar sua degradação e definição da previsibilidade de vida útil. Entre as patologias mais frequentes nos sistemas de revestimentos cerâmicos de fachadas podemos citar o destacamento, que ocorre devido a sua exposição a vários fatores degradantes, como radiação, variações de temperatura e umidade. Dentre vários requisitos, a junta de assentamento é o componente responsável pelo alívio das tensões sobre o revestimento cerâmico. Deste modo, o presente estudo tem como objetivo analisar a influência das juntas de assentamento na resistência de aderência do sistema de revestimento cerâmico de fachadas, quando submetido a ensaios de envelhecimento acelerado. As amostras são compostas por substrato padronizado da ABCP, argamassa colante AC-III, placas cerâmicas BIIa e argamassa de rejuntamento Tipo II. As referidas amostras foram submetidas a 1994 ciclos higrotérmicos, com duração de 65 minutos cada. A variável avaliada é a espessura das juntas de assentamento, onde foram moldados painéis com junta de assentamento zero, juntas de 1,5 mm e juntas de 3 mm. Com base nos resultados do ensaio de resistência de aderência, nota-se que os painéis com juntas de assentamento de 3,00 mm apresentaram melhor desemprenho comparados aos painéis de junta zero e junta 1,50 mm.
Idioma: Português (Brasil)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Data da publicação: Jul-2018
URI: http://repositorio.unesc.net/handle/1/6314
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC (ECI)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TamirisLodettiLuiz.pdfArtigo748,49 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.