Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unesc.net/handle/1/127
Título: Plantas medicinais utilizadas no tratamento da obesidade: uma revisão
Autor(es): Manenti, Aline Vefago
Orientador(es): Silva, Marco Antonio da
Palavras-chave: Plantas medicinais
Obesidade
Fitoterapia
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado para obtenção do Grau de Bacharel no Curso de Nutrição da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC
Resumo: Introdução: A obesidade é um problema de saúde pública global, associado a redução da expectativa de vida e ao aumento de risco de morbidades, como AVC, HAS, câncer, DM, entre outros. O tratamento e a prevenção da obesidade incluem dietoterapia, atividade física, farmacoterapia e cirurgias. A busca de terapêuticas complementares no tratamento da obesidade inclui o uso de plantas medicinais, amplamente comercializadas em farmácias na forma de fitoterápicos. No entanto, apesar da ampla oferta destes produtos, é escassa a literatura científica sobre os efeitos destas plantas em seres humanos e sua validação no tratamento da doença. Objetivos: Este trabalho revisou, na literatura científica, as plantas medicinais usadas no tratamento da obesidade. Metodologia: A metodologia consistiu no acesso aos bancos de dados Science Direct, PubMed, Bireme e Scielo, utilizando-se as palavras chaves obesity, medicinal plant, phytotherapy, plantas medicinais, obesidade, com leitura e síntese de todos os artigos obtidos. Resultados: Excluindo-se as publicações que não tratavam diretamente do tema, foram obtidos 202 artigos. Setenta e cinco plantas foram registradas nos artigos avaliados. Destas, somente treze apresentavam ensaios clínicos. Nenhum estudo ou registro em órgãos oficiais (MS/ANVISA, OMS) validavam qualquer das plantas para o tratamento da obesidade. Vinte e nove plantas foram identificadas em fitoterápicos comercializados em farmácias locais (Criciúma) e por venda on line. Conclusão: Muitas plantas estão sendo utilizadas no tratamento da obesidade. No entanto, a literatura científica consultada mostra que não há estudos consistentes validando o uso dessas plantas, incluindo àquelas comercializadas livremente no Brasil. Desta forma, a segurança dos que usam estas plantas pode estar comprometida. Ressaltam-se a desinformação sobre os cuidados no uso de plantas medicinais e as condições precárias de fiscalização no comércio de fitoterápicos no país, comprometendo a saúde do consumidor brasileiro.
Idioma: pt_BR
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Data do documento: 23-Abr-2012
Data do documento: 2012-04-23
URI: http://repositorio.unesc.net/handle/1/127
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC (NUT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Aline Vefago Manenti.pdfTCC574,56 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.